Tão importante quanto o modelo de aparelho, contar com a instalação de ar-condicionado feita de maneira correta é essencial para garantir um ambiente climatizado e seguro. 

Para isso, o auxílio do técnico de ar-condicionado é decisivo e se torna um investimento e não um gasto extra, como algumas pessoas podem imaginar. 

Além da instalação do aparelho em si, em alguns casos, pode ser necessário ainda realizar uma pequena obra para acomodar dutos, tubulações e as unidades interna e externa, no caso do modelo split. 

Está pensando em instalar ar-condicionado e tem dúvida sobre contratar um profissional?  

Neste artigo, veja alguns motivos para contratar um refrigerista. 

O que faz o refrigerista? 

O técnico em refrigeração e climatização – o refrigerista – é capacitado para realizar serviços de climatização de ambientes, sejam residenciais, comerciais ou industriais. 

Desde o dimensionamento da capacidade térmica (potência do ar-condicionado), definição do local de instalação e posicionamento de condensadora e evaporadora, tubulações e fios até os testes de funcionamento são competências do refrigerista. 

Além da instalação, esse profissional é responsável pela manutenção preventiva e corretiva dos aparelhos de ar-condicionado. 

Para cada ambiente, o técnico irá avaliar quais são as necessidades estruturais e a melhor forma de garantir a eficiência com uma instalação profissional. 

Quais as vantagens da instalação profissional? 

Detalhes mínimos são importantes e podem causar danos, quando os devidos cuidados não são tomados durante a instalação de ar-condicionado. 

Infiltrações nas paredes e teto pela falta ou má estruturação de drenos, obstrução da ventilação e dificuldade para limpeza e manutenção pelo posicionamento incorreto da evaporadora e condensadora são apenas alguns dos problemas que podem decorrer de uma instalação amadora. 

A instalação profissional visa garantir a melhor eficiência do sistema de climatização e prevenir riscos como curtos circuitos, vazamentos, instabilidade de fixação dos componentes, evita a quebra desnecessária de paredes entre outros danos ao aparelho e a edificação. 

Antes de adquirir o aparelho, você deve solicitar a visita do técnico que irá auxiliar na escolha do melhor sistema de ar para cada ambiente, de acordo com a potência necessária para climatização do espaço. Isso facilita a escolha do modelo, quantidade de evaporadoras, tamanho e capacidade térmica (Btu/h). 

Dicas para contratar técnico de ar-condicionado 

Além da experiência e cuidado no atendimento, é importante contar com instaladores credenciados, tanto para instalação quanto manutenção. Isso assegura que a instalação será realizada conforme as orientações do fabricante e garante a eficiência dos aparelhos. 

Com relação à média de valores cobrados pelo serviço, não existe um padrão de mercado, e isso vai depender da complexidade da instalação e também da região, devido a oferta e procura. É sempre bom estar atento a preços muito abaixo da média. Se necessário, faça uma pesquisa de orçamento com outros profissionais. 

Solicitar uma visita técnica, como dito no tópico anterior, é importante para que o profissional entenda a área da instalação, se existem acabamentos, móveis, cortinas, equipamentos eletrônicos e a circulação no ambiente que influenciam diretamente na escolha do modelo mais adequado para cada ambiente. 

Indicações de profissionais também são bem-vindas, principalmente para avaliar a personalização, experiência e eficiência do serviço a partir de outros projetos executados.  

E uma última dica: Lembre-se de solicitar testes de funcionamento ao final da instalação! Uma vez instalado, o próximo passo é, de tempos em tempos, realizar a manutenção de ar-condicionado. Saiba quando e como fazer.