O aparelho de ar-condicionado está cada vez mais requisitado nas residências brasileiras. Este é um investimento em você, considerando o clima tropical do país, marcado também pelo verão intenso e o conforto que o ar-condicionado proporcionará. Um ponto de avaliação entre quem quer adotar a climatização de ambientes é sobre o melhor lugar para instalar o ar-condicionado.

Essa dúvida é pertinente já que muitas pessoas só querem instalar uma unidade interna, avaliando então qual é o alcance do aparelho e dispensando outras unidades nos demais cômodos. Tudo isso deve ser avaliado com um bom planejamento, orientado por um técnico capacitado em refrigeração.

Se sua dúvida é esta, veja alguns fatores de consideração ao escolher o melhor local para instalar o ar-condicionado nos próximos tópicos.

Restrições gerais

Ao escolher o ponto de instalação do ar-condicionado, a primeira preocupação é a viabilidade de interligar as unidades interna e externa do aparelho. Alguns fatores, em meio a este cenário, já são grandes restrições neste objetivo. São eles:

  • Presença de gases inflamáveis;
  • Presença de ar marítimo (maresia);
  • Obstáculos no geral;
  • Construções estruturais;
  • Disposição elétrica;
  • Estrutura hidráulica.

Devido aos riscos que estes elementos podem trazer, não só para o aparelho condicionador de ar como em toda a construção, tudo isso deve ser conversado com os engenheiros, arquitetos e técnicos responsáveis pelo projeto. Um contato direto com os fabricantes dos aparelhos e os instaladores autorizados também pode sanar essas dúvidas.

Escolhendo o cômodo

Geralmente, o ar-condicionado é priorizado nas salas e nos quartos, ambientes em que o conforto térmico é mais desejado. Um ponto positivo a favor da sala de estar é que, dependendo da planta do ambiente (conceito aberto), o aparelho pode alcançar uma área maior da casa, incluindo sala de jantar e cozinha, por exemplo. É necessário levar em conta a área que será feita a climatização para calcular a capacidade requerida e a distribuição do ar. Já nos quartos há o benefício de controlar melhor a temperatura e eficiência do aparelho, fechando janelas e portas.

Se a ideia é instalar uma única unidade interna (evaporadora), estes elementos citados devem ser avaliados, junto aos outros deste texto. Existe ainda a possibilidade de escolher um aparelho multi split, que liga duas ou mais evaporadoras em uma única unidade externa (condensadora).

Estruturas necessárias e espaço

O ar-condicionado, para uma instalação segura e eficiente, precisa estar devidamente ligado à rede elétrica. Tudo isso somado a estrutura já oferecida na construção, contando com as paredes, tetos, presença de janelas, etc.

E claro, para escolher o melhor lugar para instalar o ar-condicionado, o espaço é essencial, considerando que o aparelho não pode ficar apertado ou ”preso” dentro de ambientes restritos. Atenção também ao fato de que o aparelho não pode ser instalado em paredes com incidência direta do sol, já que o calor pode sobrecarregar a máquina e diminuir sua entrega.

Posicionando a unidade externa

É o ponto de consideração já citado em meio as outras dicas deste artigo. A unidade condensadora fica na parte externa da construção, que ainda deve ter fácil acesso para manutenção, reparos e limpeza. O espaço para posicionar esta unidade também deve ter ventilação adequada, se possível evitando a chuva. Ambas as unidades do aparelho de ar-condicionado devem ser interligadas com segurança e vedação próprias para as tubulações, assim o gás e a água não causarão vazamentos.

Unidade Externa

É importante consultar o manual do fabricante pois ele inclui todas as verificações que são necessárias antes de posicionar a condensadora.

Unidade Interna

Antes de instalar, verifique sempre o manual de instalação das evaporadoras. 

Agora que você já sabe como avaliar o melhor lugar para instalar ar-condicionado, conheça a linha de aparelhos residenciais da Daikin Brasil.