climatização de ambientes

Para construções residenciais ou comerciais, o conceito de conforto térmico, ou conforto ambiental, é igualmente importante. Esse objetivo faz parte do projeto arquitetônico em climatização de ambientes, essencial ainda para questões de saúde, produtividade e economia de recursos (sustentabilidade).

Geralmente, ao pensar em climatização, o básico do projeto conta com a ventilação e os revestimentos, visando o resfriamento passivo, sem o consumo de recursos elétricos ou combustíveis. Embora isso funcione, nem sempre é o suficiente para uma construção. Deve se considerar ainda o clima na região, umidade relativa do ar, estações do ano, incidência solar, chuvas ou períodos de seca, etc.

Nos próximos tópicos, saiba como garantir o conforto térmico com o projeto de climatização.

Iluminação

A iluminação do ambiente é um elemento importante na climatização. Mais do que um projeto a parte, ele deve fazer parte do projeto de climatização pois a potência das lâmpadas influencia na carga térmica do ambiente. Quanto maior a potência, maior a carga térmica e consequentemente uma maior necessidade de capacidade de resfriamento para a climatização. 

Vinculado a iluminação está o projeto de elétrica, que deve ter sido devidamente projetado para suportar o consumo de todo o projeto de iluminação. 

A utilização do resultado de um cálculo correto de carga térmica no projeto de climatização, levando em conta também a iluminação, resultará no conforto do ambiente, também atrelado a temperatura da cor relacionada ao tipo de lâmpada utilizada, mais quente nas mais amarelas e mais branca nas mais frias. Contudo, a temperatura da cor não está relacionada com calor ou carga térmica.

Hidráulica

Um ponto que deve ser considerado principalmente nas regiões em que o clima frio prevalece, considerando as saídas de água, principalmente em chuveiros e pias de banheiros e cozinha. Geralmente, o aquecimento de água é entregue com o sistema de gás ou também com sistemas elétricos. É importante oferecer opções de regulagens da temperatura e também de desligamento do sistema.

Como a combinação de água e eletricidade é um tanto problemática, o projeto deve contar com instalações profissionais e seguras, com boa vedação.

Aquecedor de ambientes

Outro ponto voltado para o conforto térmico em climas frios é a utilização do sistema reverso do ar-condicionado, ou seja, os aparelhos que possuem a opção “quente/frio” podem usufruir deste sistema para aquecer o ambiente, que em relação a outros modos como um sistema central de caldeiras ou da queima de combustíveis que caíram em desuso considerando a saúde, segurança e sustentabilidade, gasta menos energia impactando positivamente na economia e é mais prático considerando a tecnologia aplicada.

Instalação de ar-condicionado

O verão no Brasil, assim como todas outras estações, dependendo da região, é marcado pelo calor persistente, por vezes carregado de umidade. Essas condições fazem com que muitas construções precisem de ar-condicionado. A instalação desses aparelhos é um caso à parte, já que o projeto pode cumprir com um único ambiente ou com o prédio inteiro, e isso afeta nos modelos de aparelhos, nas ligações elétricas e outras características para consideração na climatização de ambientes.

O projeto arquitetônico deve considerar os pontos de instalação das unidades internas e externas dos aparelhos, a circulação do ar e das pessoas, pontos de ventilação, pontos de eletricidade e outros fatores que garantem uma instalação mais eficiente e econômica.

Estes são alguns cuidados e estratégias para garantir o conforto térmico em uma construção. Veja também as etapas para fazer um projeto de ar-condicionado eficiente.