Cada vez mais comum, os aparelhos de ar-condicionado já fazem parte dos projetos arquitetônicos, seja em empresas ou residências, com intuito de proporcionar mais conforto e bem estar através da climatização de ambientes.

Para que se cumpra tal função, é imprescindível que todo o processo de escolha, instalação e manutenção sejam realizados com suporte técnico. Ao construir ou reformar ambientes para instalação de evaporadoras e condensadoras, é necessário observar as características da edificação, assim como do aparelho, para não danificar ambos e não ter prejuízos.

Entenda como evitar erros na instalação de ar-condicionado com estas dicas.

Tenha um projeto de climatização

Dimensionar corretamente a quantidade e a capacidade térmica dos aparelhos é o primeiro passo para conquistar um ambiente climatizado. Para isso, um projeto de climatização personalizado deve ser elaborado por um profissional. Mais comum para ambientes com sistema de ar-condicionado mais complexos, como escritórios, estabelecimentos comerciais e fábricas, o projeto também pode ser desenvolvido para residências.

Basicamente, um responsável técnico especialista em sistemas de climatização investiga e projeta as necessidades, levando em consideração, por exemplo, o cálculo da capacidade térmica (BTU/h) para atender um pavimento ou cômodo específico.

Esse documento orienta todas as intervenções a serem feitas para instalação das unidades internas e externas e ajuda a evitar danos à estrutura e o desperdício de materiais.

Verifique instalações elétricas e hidráulicas

Imagine o transtorno e risco em ter a tubulação hidráulica perfurada ou ainda ao causar danos à fiação elétrica? Toda intervenção em paredes e demais instalações devem ser previamente analisadas, como mencionado no tópico anterior. 

Tendo em mãos o projeto de climatização, é certo que o trabalho do profissional de instalação será muito mais eficiente nesse sentido. De toda forma, é sempre importante contar com a planta detalhada do ambiente.

Outro ponto importante aqui diz respeito às necessidades de instalações elétricas independentes de cada aparelho, seguindo sempre a recomendação do fabricante. Isso também deverá ser previsto para evitar qualquer pane ou sobrecarga elétrica dos aparelhos.

Escolha o modelo ideal para cada ambiente

De acordo com o ambiente onde será instalado, será necessário dimensionar o modelo ideal e a capacidade térmica. Existem diferentes tipos de unidades internas que atendem especificações para climatização e ventilação, por vezes, sendo necessário mais de uma.

Atendendo a essa última necessidade, o multi split, com mais de uma evaporadora ligada a uma única condensadora (unidade externa), resolve a questão em ambientes maiores ou para instalações mais complexas. Os modelos cassete (para teto), duto e Hi Wall (parede) estão entre os mais comuns.

Conte com suporte profissional de um técnico instalador

Tudo que você viu até aqui para evitar erros na instalação de ar-condicionado pode ser evitado com o suporte de um profissional experiente e devidamente habilitado para o serviço.

O técnico instalador é figura essencial nesse processo. Responsável por indicar qual tipo de obra será necessária, além de realizar toda a instalação durante a construção e reforma em si, ainda ajuda a garantir o funcionamento e a eficiência do seu ar-condicionado com procedimentos básicos como o teste de vazamento de fluido refrigerante.

Tire todas as suas dúvidas nesse guia completo com tudo o que você precisa saber antes de comprar seu primeiro ar-condicionado.